Loading...

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Menina-Mulher


Meninas-Mulheres
Engraçado, andei revirando algumas páginas de internet em busca de crônicas para postar em meu blog com o tema “mulher”... E alguma coisa relacionada à experiência. O mais intrigante de tudo isso é que quando se usa a palavra-chave “mulher e experiência” lá vem o velho garjão referindo-se como sempre às “mulheres de trinta...” A maioria deles citando a independência e outros quesitos que algumas mulheres mais velhas possuem. Afinal qual impressão restou às mulheres mais novas? Qual a conclusão para aquelas que estão no ápice do aprendizado da vida? E observando esse lado comparativo pude ver como são valorizadas, e como são erroneamente comparadas com nós mulheres jovens. É visivelmente notável o quanto nos generalizam. Assim como existem mulheres de trinta que são maravilhosas em sua conduta cotidiana e aquelas que são independentes e tudo mais, também existem aquelas novinhas que deixa qualquer um de queixo caído por serem responsáveis desde cedo. Não que a idade de ambas faça alguma diferença, mas ter experiência não é o mesmo que viver muitos anos, aliás, experiência não tem completamente nada haver com idade. Existem muitos exemplos disso, muitas meninas que ainda com idade de brincar de boneca fazem serviços domésticos e cuidam de suas casas, muitas meninas jovens que viram mães e tem que assumir uma responsabilidade de mulher adulta sendo que na maioria dos casos são deixadas por seus parceiros que já são ‘experientes’. Então que tudo é uma questão de observar, de comparar o que se pode ser comparado e enxergar todos os aspectos, tanto os negativos quanto os positivos. Parei para pensar a respeito disso tudo hoje. Muitas vezes também rotulamos alguns protótipos de pessoas que idealizamos, não apenas de homens... Mas de tudo o que pode nos despertar um estado agudo de observação! Então minha intenção é apenas esclarecer algumas qualidades das mulheres jovens. As mulheres jovens possuem muita ansiedade e ilusão, claro que não é um fator positivo, mas toda mulher de trinta também possui e nunca deixou de possuir esse defeitinho, neste aspecto todas as mulheres são iguais, é importante não esquecer que o maior dos cachorros um dia também foi um filhotinho, e claro as experiências das mais velhas apenas as tornam mais flexíveis, mas isso não quer dizer que uma mulher mais velha é exatamente uma pedra pronta para receber qualquer impacto. Todas nós somos sensíveis independente de cor, crenças ou classe social. A mulher jovem, diferente da de trinta possui um espírito aventureiro, o oposto daquelas que já tem os pés firmes e cravados no chão. E quem hoje em dia não adora uma aventura? Meninas são capazes de fazer qualquer coisa para ser feliz, sem medir conseqüências fazem o que da na telha... Meninas possuem um olhar penetrante e sedutor que implica na maioria das vezes por proteção. E há aquelas com seus olhares tão cheios de mistérios, prontas para desabrocharem... O que realmente nos diferenciam das mais velhas é somente a forma que enxergamos a vida. Não que tudo seja uma brincadeira, estamos cientes de algumas coisas embora adquirimos um querer independente. Somos teimosas e pouco precavidas em algumas situações... Mas isso tudo devido ao fato de que agimos completamente pelo coração.

(Mayra!)

Nenhum comentário:

Postar um comentário